Como melhorar a concentração e o foco

Melhor concentração e foco deixa a vida mais fácil e mais produtiva, e qualquer pessoa pode alcançar este patamar. Aqui estão algumas sugestões fáceis de mudanças de estilo de vida que podem ajudar você.

O maior poder da mente humana é a sua habilidade de focar em uma coisa por um período prolongado de tempo. Um exemplo perfeito para ilustrar esta afirmação é uma cena onde alguém que já usou uma lente de aumento no sol consegue entender como os raios difusos foram tão concentrados em um foco gerou fogo.

Imagine então, se for capaz de concentrar o poder do seu cérebro em um foco como um facho de laser sempre que quiser absorver conhecimento. Entretanto, a maioria das pessoas ainda tem dificuldade para se concentrar. E, quando não conseguem, todas as coisas que fazem são mais difíceis e demoram mais tempo. Elas ficam frustradas.

A concentração e o foco são práticas que podem ser estimuladas e aprimoradas com algumas dicas importantes. A seguir, vamos comentar algumas sugestões que podem melhorar a concentração e o foco.

melhorar a concentração

Supere as distrações. Este é um alerta quase insuperável para muitas pessoas que se orientam pelo hemisfério esquerdo do cérebro, onde as distrações desempenham um papel importante. Manter o foco para estas pessoas pode ser uma acrobacia cerebral enorme, pois elas têm de “saltar” pela ponte do “corpo caloso” de um hemisfério ao outro até decodificar a origem da informação, antes mesmo de saber onde armazenar. Como esta atividade demanda maior concentração e foco sustentado, as distrações devem ser totalmente eliminadas.

Livre-se do acúmulo de coisas. Aprenda a focar em uma coisa de cada vez. A concentração em algo único fica mais intensa e a chance de devaneio é menor. O foco resultante da concentração eficaz agiliza a solução dos
problemas e facilita a realização das tarefas.

Escolha o meio ambiente perfeito. Mesmo que as distrações tenham sido eliminadas, o meio ambiente desempenha um papel importante no cenário da concentração e do foco. A temperatura, os sons e até as cores ambientais podem complementar ou complicar as atividades cerebrais que regulam a concentração. Algumas cores provocam a sensação de fome, outras deixam o ambiente mais frio. Quando estamos com fome e desconfortáveis fica impossível se concentrar em algo!

Alimente o seu cérebro. Se não estiver conseguindo se concentrar é possível que o seu cérebro não esteja recebendo a dosagem exata de nutrientes que necessita. Muitas dietas são desenhadas para emagrecer o corpo e poucas visam a saúde do cérebro.

Para a saúde do cérebro, consuma muitas frutas e vegetais. Adote uma dieta rica em alimentos oxigenadores como a couve flor, brócolis e castanhas. Evite produtos industrializados e as chamadas fast foods com ingredientes artificiais.

Diminua o máximo que puder os níveis de estresse. O estresse deixa a concentração e o foco em um estágio de abandono. Isto é, o cérebro centra sua atenção em uma possível solução para combater o hiperfoco em um problema (o estresse) e não considera alternativa. Nem mesmo uma solução para o estressor, mas sim uma constante repetição dos altos índices de estresse. Uma roda-viva de pensamentos!

Mudança nos hábitos alimentares e no estilo de vida.
Esta última sugestão é o complemento de decisões que aumentam a concentração e o foco, além de melhorar a memória e as funções cognitivas. O cérebro se beneficia com escolhas saudáveis e atividades físicas que aceleram o metabolismo.

Mudanças simples podem favorecer o quadro geral de saúde e prolongar seus anos de vida. Elimine vícios e substâncias nocivas, aprenda novas habilidades, visite galerias de arte para refinar sua percepção do mundo e não deixe de respirar profundamente sempre que puder. Esta prática renova o ar dos pulmões, oxigena o fluxo sanguíneo e deixa o cérebro sempre saudável.

Comentários